ARTEIROS DO COTIDIANO: ensino, pesquisa e extensão na formação docente vol. II – Cláudia M.M. Brandão; Lucas Machado Campos (Organizadores)

R$28,00

Prefácio de Cláudia M.M. Brandão

O cenário da educação contemporânea brasileira foi sacudido no ano de 2015. Refiro-me à reação, até então inédita, de estudantes secundaristas frente à proposta do Governo do Estado de São Paulo, de reorganização da rede pública de ensino. Isso implicaria no fechamento de aproximadamente 100 unidades escolares, resultando na transferência de milhares de pessoas. Mas os estudantes e militantes do movimento secundarista não deixaram isso passar sem reagir, e eles assumiram o controle da situação com a Ocupação dessas escolas, espaços esses que, embora de convivência cotidiana, não conseguiam estabelecer vínculos de pertencimento […] Em 2016, inspirados nas iniciativas paulistas, os movimentos de OCUPAÇÃO de escolas de ensino fundamental e médio por grupos de estudantes dominaram novamente os noticiários nacionais.

[…]

E para nós, envolvidos no projeto ARTEIROS DO COTIDIANO, ficou claro que frequentar as ocupações é aprender com os estudantes que nem tudo pode ser entregue sem resistência.
Quando começamos as atividades a situação na escola Felix da Cunha era normal, entretanto, logo tudo mudou  e a escola foi ocupada por seus estudantes. Tínhamos dois caminhos a seguir: desistir, ou persistir mesmo na adversidade, e foi esse o escolhido!

[…]

O projeto de extensão Arteiros do Cotidiano (Centro de Artes/UFPel) iniciou as suas atividades em 2010, como uma complementação às atividades presenciais das disciplinas Artes Visuais na Educação II e III. Ele foi elaborado visando estimular a relação dos acadêmicos com a realidade escolar do município de Pelotas, privilegiando processos (auto)formadores. O seu objetivo geral é o de criar um espaço de formação teórico/prático, aos acadêmicos, com vistas ao desenvolvimento de práticas pedagógicas fundamentadas no contato direto com a realidade, motivando estudantes do ensino fundamental a expressarem e representarem ideias, conceitos, emoções e sensações por meio de poéticas individuais e coletivas.

REF: 68923-26-9 Categorias ,

Descrição

Este livro foi fabricado artesanalmente, com capa e orelhas impressas jato de tinta pigmentada sobre papel reciclado 200g, costurado à mão ao miolo de 68 páginas impressas em jato de tinta pigmentada sobre papel reciclado 75g.

Este livro contém os seguintes artigos:

CONVIVENDO E APRENDENDO – Prefácio | Cláudia Mariza Mattos Brandão

IMAGEM, MEMÓRIA E LUGAR ATRAVÉS DO JOGO “UM LUGAR AO CUBO” | Elivelto Alves de Souza

O SER PROFESSOR EM MEIO AOS ATRAVESSAMENTOS COTIDIANOS | Bruna Danda da Silva, Juliana Ulguim

POP ART, FROTAGEM E XILOGRAVURA COMO FONTE DE REFLEXÃO SOBRE IMAGEM NA CONTEMPORANEIDADE | Ana Cristina de Melo Seabra, Vanda Maglione de Moraes

A ARTE COMO FORMA DE EXPRESSÃO | Andressa Peil Plamer, Luana Boeira

MÁSCARAS IDENTITÁRIAS | Lucas Machado Campos

RELAÇÃO EXTRAMUROS: ARTE E IMAGEM/ IDENTIDADE ENTRE ALUN@S, PROFESSOR@ E FUTUR@S PROFESSOR@S DE ARTES VISUAIS | Ítalo Franco, Yanne Roberto

RELATOS DE FUTUROS(AS) PROFESSORES(AS) | Daisiane Robaina, Juliane Falcão, Liber Bermudez

EXPLORAÇÃO COM ARGILA E PRODUÇÃO DE IMAGENS EM REDES SOCIAIS | Denise Lemos, Melissa Rovere

 

BRANDÃO, Cláudia Mariza Mattos; CAMPOS, Lucas Machado. (Org.)
Arteiros do cotidiano: ensino, pesquisa e extensão na formação docente, vol. II. Cláudia Mariza Mattos Brandão; Lucas Machado Campos (Organizadores):
1ª edição, Florianópolis: Editora Caseira, 2017.
68p.; il. col.
ISBN 978-85-68923-26-9
1. Arte 2. Educação 3. Cotidiano. 4. Publicação de artista

Informação adicional

Peso200 g
Dimensões21 x 16 x 1 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “ARTEIROS DO COTIDIANO: ensino, pesquisa e extensão na formação docente vol. II – Cláudia M.M. Brandão; Lucas Machado Campos (Organizadores)”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de…